Portal ENSP - Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca Portal FIOCRUZ - Fundação Oswaldo Cruz
Início / Strategies and Tactics / Influencing Science

Influencing Science

22/01/1996

Revista de uma conferência em Las Vegas,

Referência

OUR World Comes Together.

 

06/02/1992

Documento interno da indústria do tabaco British American Tobacco, com informações de eventos e notícias dos países.

Referência

SUPPLEMENTARY Press cuttings.British American Tobacco, Inglaterra, 6 fev. 1992.Disponível em: https://idl.ucsf.edu/tobacco/docs/#id=gfcx0207 Acesso em: 13 jan. 2016.

 

a Fundação para um Mundo Livre de Fumaça (FSFW), organização financiada pelo Philip Morris International (PMI) contratou a Euromonitor International para desenvolver um “Índice”. Isso é parte da estratégia de "transformação avançada da indústria", que, segundo eles, envolve a construção de um índice para acelerar a transformação necessária da indústria global do tabaco para o "benefício" da saúde pública. Ao monitorar e avaliar criticamente o comportamento das empresas de tabaco, incluindo ações que apoiam ou impedem a redução dos danos do tabaco, o Índice e incentiva as empresas a agirem de forma mais rápida e responsável.

Referência

FOUNDATION SMOKE FREE WORLD. The Tobacco Transformation Index. Estados Unidos, 18 set. 2020. Disponível em: Acesso em: 18 set. 2020.

 

Em março de 2020, Oxford Economics produziu um relatório sobre o comércio ilícito no Egito, Líbano e Jordânia que foi encomendado pela Philip Morris, Japan Tobacco International e British American Tobacco. O relatório estima o comércio ilícito em cada um dos países nos últimos 3 anos, alegando que tem aumentado a cada ano em cada país.

Referência

 

A extensão de estratégias usadas pela indústria do tabaco, naquele tempo e agora, de influenciar os processos políticos e legislativos, inclui conspirar com lobistas para promover decisões de interesse próprio acima das que servem ao bem comum. Evidências existentes sugerem, por exemplo, que em diversos países a indústria do tabaco tentou subestimar a posição do país na negociação da Convenção Quadro do Controle do Tabagismo (OMS) e continua tentando impedir a implementação do tratado.

Referência

MAMUDU, Hadii; HAMMOND, Ross; GLANTZ, Stanton. International trade versus public health during the FCTC negotiations, 1999-2003. Tobacco Control, Estados Unidos, 2011. Disponível em: http://tobaccocontrol.bmj.com/content/20/1/e3.full Acesso em 14 jan. 2015.

 

Em outubro de 2011, a diretora geral da OMS, Margaret Chan, acusou a indústriafumageira de usar processos judiciais para tentar subverter leis nacionais econvenções internacionais, visando conter a venda de cigarros. "É horrívelpensar que uma indústria conhecida por seus truques sujos tenha permissãopara desvirtuar algo que é claramente feito no melhor interesse do público".Chan disse, citando ações judiciais movidas pela indústria contra medidasantifumo na Austrália e Uruguai, que estas eram táticas intimidatórias", visandodemover outros países de seguirem seu exemplo. Ela prossegue: "A indústriafumageira pode contratar os melhores advogados e firmas de Relações Públicasque o dinheiro pode comprar. O dinheiro pode falar mais alto do que oargumento moral, ético ou de saúde pública e pode esmagar a mais gritanteevidência científica".

Referência

MACARAIG, Mynardo. WHO chief accuses 'big tobacco' of dirty tricks.MedicalXpress, 10 out. 2011. Disponível em: http://medicalxpress.com/news/2011-10-chief-accuses-big-tobacco-dirty.html.Acesso em: 25 fev. 2015.

 

As evidências científicas sobre os danos causados pelo tabaco e pela sua fumaçasão tão fortes e abrangentes que a indústria precisa suavizá-los para contornarou enfraquecer a legislação de controle do tabaco. Um executivo do setor decigarros disse em certa ocasião:"A dúvida é o nosso produto, visto que é o melhor meio de competir com o 'corpode evidências' que existe na mente do público em geral. Também é o meio deestabelecer uma controvérsia".

Referência

SMOKING and health proposal.Brown & Williamson, EstadosUnidos, 26 mar. 1999. Disponível em: http://legacy.library.ucsf.edu/tid/nvs40f00/pdf Acesso em: 24 fev. 2015.

 

documento que mostra atuação das indústrias de tabaco no mundo, analisando notícias, produção e venda na Europa, Asia, Asia e Oceania e afins.

Referência

SEITA commeting on a french court's ruling tha the company was partially responsible for a smoker's death ...Tobacco Merchants Association, Estados Unidos, 9 dez. 1999. Disponível em: https://industrydocuments.library.ucsf.edu/tobacco/docs/#id=lypb0006 Acesso em: 18 jun. 2015.

 

Documento técnico que aborda os sistemas e as agências de regulação de publicidade nos países, com vistas ao planejamento de marketing dos produtos fumageiros.

Referência

LATIN America advertising self-regulatory codes and summaries. Leo Burnett Agency, Estados Unidos, 17 mar. 1997.Disponível em: http://beta.industrydocuments.library.ucsf.edu/tobacco/docs/#id=xtjh0127 Acesso em: 28 abr. 2015.

 

Documento que versa sobre as questões de regulamentação existentes na América Latina e especificamente no Brasil, de forma a controlar e monitorar as informações sobre ingredientes, leis, litígio e afins por empresas como a British American Tobacco, Philip Morris, Souza Cruz e ABIFUMO.

Referência

CURRENT and emerging regulatory issues: Latin America and Brazil. Phillip Morris, Estados Unidos, 6 mar. 1997. Disponível em: http://legacy.library.ucsf.edu/tid/wdl83c00/pdf Acesso em: 9 abr. 2015.

 

Pages