Portal ENSP - Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca Portal FIOCRUZ - Fundação Oswaldo Cruz
Início / Palavras Chave / Philip Morris International

Philip Morris International

25/10/2020

Um acordo de cooperação entre o Instituto de Relações Internacionais da Universidade de São Paulo (USP) e o Ministério da Justiça dará início a um programa de capacitação voltado às polícias de Brasil, Paraguai e Argentina que atuam na Tríplice Fronteira, região conhecida como foco do crime organizado. O lançamento ocorreu durante cerimônia virtual na quinta-feira, 22, com a participação de representantes do Ministério da Justiça e Segurança Pública, do Instituto de Relações Internacionais, da Faculdade de Direito da Universidade Mackenzie e do PMI Impact, programa global da Philip Morris International para combater o crime organizado e o comércio ilegal e que é o financiador do curso.
 

Fonte: http://www.gaz.com.br/conteudos/policia/2020/10/25/172196-capacitacao_para_policiais_comeca_no_mes_de_dezembro.html.php

 

17/09/2020

Um inquérito global desenvolvido pela Philip Morris International (PMI), dona da Tabaqueira em Portugal, conclui que os processos de tomada de decisão baseados em ciência devem ser uma prioridade para empresas e governos. De acordo com a direção da PMI, “disponibilizamos as nossas descobertas científicas e métodos para que outros as verifiquem, convidamos entidades externas a fazerem pesquisa independente aos nossos produtos e encorajamos uma conversa alargada e baseada na ciência com reguladores, cientistas e a comunidade de saúde pública sobre estas novas alternativas e o papel que podem desempenhar no controlo do tabagismo e redução de riscos”.

Referência

SILVA, Nuno Miguel. Estudo conclui que decisões baseadas na ciência são prioridade para governos e empresas. Jornal Económico, 17 set. 2020. Disponível em: https://jornaleconomico.sapo.pt/noticias/estudo-da-philip-morris-conclui.... Acesso em: 29 mar. 2021.

 

07/09/2020

Com objetivo de debater a importância da redução de danos para fumantes, a Philip Morris Brasil realizou um painel online com jornalistas, nesta quarta-feira, 09. O webinário intitulado Redução de Danos e Tabagismo contou com especialistas brasileiros e internacionais que abordaram ainda as últimas evidências científicas sobre produtos de tabaco sem combustão e a sua interface com a redução de danos. O evento buscou demonstrar as evidências científicas que apoiam os produtos livres de combustão como melhores opções para os adultos fumantes que, de outra forma, continuariam a fumar. Além disso, como a ciência pode direcionar as políticas de saúde pública para o tabaco e a nicotina e a decisão da Administração de Alimentos e Medicamentos dos EUA (FDA) que concluiu que o sistema de tabaco aquecido da Philip Morris Internacional (PMI) é fundamentalmente diferente do cigarro.  

Referência

PHILIP Morris realiza painel sobre redução de danos e tabagismo. OláJornal, Rio Grande do Sul, 9 set. 2020. Disponível em: http://olajornal.com.br/philip-morris-realiza-painel-sobre-reducao-de-da.... Acesso em: 29 ago. 2022.

 

28/07/2020

A Philip Morris International (PMI) acaba de publicar o seu primeiro Relatório Integrado, uma visão abrangente dos progressos da empresa em Meio Ambiente, Social e Governança (ESG, na sigla em inglês) e de sua transformação de negócio. As metas incluem possibilitar que mais de 40 milhões de adultos fumantes que continuariam a fumar façam a transição para os seus produtos de risco reduzido até 2025.

Referência

 

21/03/2019

Dois projetos brasileiros estão entre os 31 trabalhos selecionados pelo PMI IMPACT, uma iniciativa global criada pela Philip Morris International (PMI), com o objetivo de financiar programas de combate ao comércio illegal e crimes relacionados. Em sua segunda edição, o PMI IMPACT recebeu mais de 157 inscrições de todo o mundo.

Fonte: http://olajornal.com.br/projetos-brasileiros-receberao-investimento-da-philip-morris-international-para-combater-o-comercio-ilegal-e-crimes-relacionados/

 

24/01/2019

Vídeo disponibilizado pela Global Center for Good Governance in Tobacco Control, no qual consta a fala da representante da World Heart Federation (WHF) na Organização Mundial da Saúde (OMS), em nome das organizações de saúde pública para abordar especificamente os argumentos usados ​​pela FSFW, instituição patrocinada pela Philip Morris International que promove interferências da indústria do tabaco frente a OMS.

Referência

WORLD HEALTH ORGANIZATION. [World Heart Federationsobre a importância de discutir os argumentos da FSFW]. Genebra, 24 jan. 2019. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?time_continue=5&v=wTTx_uYqjqE Acesso em: 6 fev. 2019.

 

a Fundação para um Mundo Livre de Fumaça (FSFW), organização financiada pelo Philip Morris International (PMI) contratou a Euromonitor International para desenvolver um “Índice”. Isso é parte da estratégia de "transformação avançada da indústria", que, segundo eles, envolve a construção de um índice para acelerar a transformação necessária da indústria global do tabaco para o "benefício" da saúde pública. Ao monitorar e avaliar criticamente o comportamento das empresas de tabaco, incluindo ações que apoiam ou impedem a redução dos danos do tabaco, o Índice e incentiva as empresas a agirem de forma mais rápida e responsável.

Referência

FOUNDATION SMOKE FREE WORLD. The Tobacco Transformation Index. Estados Unidos, 18 set. 2020. Disponível em: Acesso em: 18 set. 2020.

 

Referência

AROUND the World, Media Turns its Focus to PMI’s Latest Deception . STOP, 28 fev. 2020. Disponível em: https://exposetobacco.org/news/around-the-world-media-turns-its-focus-to-pmis-latest-deception/ Acesso em: 23 mar. 2020.

 

Os tais "programas educativos", no entanto, não estão apenas encontrando uma forma de entrar em escolas. Eles devem ser entendidos como parte de esforços elaborados de responsabilidade social corporativa, visando criar uma boa disposição do público e das autoridades acerca das suas atividades. Essencialmente, como revelou um documento da Philip Morris datado de 1993, ir a público com uma campanha para desestimular o hábito de fumar entre os jovens serve para posicionar a indústria como "cidadã corporativa atuante", em um esforço para evitar posteriores ataques pelo movimento antitabagista.

Referência

LEIBER, Cathy. Youth campaign for Latin America. Philip Morris International, Estados Unidos, 23 set. 1993. Disponível em: https://industrydocuments.library.ucsf.edu/tobacco/docs/#id=ngbd0110 Acesso em: 25 nov. 2014.

 

A extensão de estratégias usadas pela indústria do tabaco, naquele tempo e agora, de influenciar os processos políticos e legislativos, inclui conspirar com lobistas para promover decisões de interesse próprio acima das que servem ao bem comum. Evidências existentes sugerem, por exemplo, que em diversos países a indústria do tabaco tentou subestimar a posição do país na negociação da Convenção Quadro do Controle do Tabagismo (OMS) e continua tentando impedir a implementação do tratado.

Referência

LEE, Sungkyu; LING, Pamela; GLANTZ, Santon. The vector of the tobacco epidemic: tobacco industry practices in low and middle-income countries. Cancer Causes and Control, v. 23 (Suppl. 1), p. 117-29, 2012. Disponível em: http://download.springer.com/static/pdf/143/art%253A10.1007%252Fs10552-012-9914-0.pdf?auth66=1421839866_2a6fe175af32127960d4cd7359393e17&ext=.pdf Acesso em: 21 jan. 2015.

 

Páginas