Portal ENSP - Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca Portal FIOCRUZ - Fundação Oswaldo Cruz
Início / Estrategias E Taticas / Porta Giratória

Porta Giratória

A expressão "Porta Giratória" ''revolving door'' é usada para descrever situações em que políticos ou servidores públicos assumem postos '''como lobistas ou consultores''' na área de sua atividade anterior no serviço público. É também uma via de mão-dupla que também permite que ex-empregados na iniciativa privada aceitem posições no governo, onde terão poder para regulamentar o setor no qual anteriormente trabalharam. 

Um emprego na indústria pode ser uma recompensa por serviços prestados a ela, seja compartilhando informações ou exercendo influência sobre processos de preparação de regulamentações ou tomada de decisões. Da mesma forma, recrutar um funcionário público que tenha trabalhado em uma posição privilegiada para exercer ''lobbying'' pode ser algo interessante para a indústria, pois alguém nesta condição carrega consigo uma rede de relações que pode continuar a usar.

Kenneth Clarke: Posições Importantes simultaneamente na British American Tobacco (BAT) e no Governo do Reino Unido

Um exemplo de alguém com uma carreira combinando empregos na indústria fumageira e no governo é Kenneth Clarke (em inglês). De 1998 a 2007 ele foi um Diretor Independente informal na BAT e teve que lidar com acusações de envolvimento na empresa com contrabando. No mesmo período, teve várias posições no governo britânico, como Secretário de Estado para Justiça e Negócios Escusos e Chanceler do Exchequer, bem como Secretário de Saúde anteriormente. A página supracitada sobre Clarke contém exemplos de interesses conflitantes.

Martin Liptrot: Combinando Política, Tabaco, Relações Públicas & Assuntos Públicos

A carreira de Martin Liptrot é outro exemplo típico de ‘Porta Giratória’, abrangendo política, indústria do tabaco e Relações Públicas.

Começando como assessor de imprensa e de campanhas para o Partido Trabalhista no Noroeste do Reino Unido, ele foi recrutado pela Philip Morris, em 1997, quatro meses após o partido trabalhista de Tony Blair ter chegado ao poder. Quando o governo de Blair foi eleito, muitas empresas estavam ansiosas para empregar pessoas com ligações com o seu partido. Liptrot, um não-fumante, ingressou na Philip Morris, em Londres. Posteriormente, já na Suíça, ajudou a reconfigurar a política de relações públicas da empresa para além do mero litígio contra seus críticos, como atestado em no "CSR Policy and Stakeholder Outreach" 1. Após seis anos em distintas posições nos departamentos de Relações Públicas e Assuntos Públicos da Philip Morris e sua matriz, Altria, Liptrot foi para a Fedex em 2003, onde fez campanhas por menos barreiras ao comércio global.

Em 2006, Liptrot foi nomeado CEO da Ogilvy Public Relations Worldwide, onde ficou por dois anos, antes de se tornar chefe do departamento de comunicações da GE Energy Services em 2008. De 2012 a 2013, Liptrot foi recontratado pela Philip Morris International, desta vez como Diretor de Comunicação Corporativa, em Lausanne. Atualmente, ele trabalha na Flórida, como o presidente de sua própria empresa de Relações Públicas. 2.

A este respeito, ver também:

16/01/2024

O avanço do lobby das tabagistas se refletiu em uma piora na pontuação do Brasil no Índice de Interferência da Indústria do Tabaco de 2023, que mede o quanto a indústria influi nas políticas públicas de um país. O Brasil registrou 66 pontos, oito a mais do que em 2021, em uma escala de 0 a 100, e ficou na 59º posição entre os 90 países. Para as organizações responsáveis pela versão brasileira do índice, além de uma melhora no trabalho de monitoramento, influenciou na piora do ranking a atuação de ex-diretores da Anvisa e políticos contratados pela indústria na discussão sobre os DEFs, entre outros fatores. O índice é formulado pela ACT – Promoção da Saúde e pelo Observatório de Monitoramento das Estratégias da Indústria do Tabaco, ligado à Fiocruz.

Referência

OLIVEIRA, Rafael; SCOFIELD, Laura; FEIFEL, Bianca. Como a indústria do tabaco pressiona a Anvisa para vender vapes: Empresas repetem estratégias do passado para tentar convencer consumidores e órgão regulador. Agência Pública, [s.l.], 19 jan. 2024. Disponível em: https://apublica.org/2024/01/como-a-industria-do-tabaco-pressiona-a-anvi.... Acesso em: 29 jan. 2024.

 

05/12/2023

Grande interessada na permissão dos DEFs, a indústria do tabaco tem apostado no patrocínio de “conteúdo de marca”, os famosos “publis”, em grandes sites jornalísticos para tentar influenciar políticos e a opinião pública. Ao menos 10 veículos já publicaram textos pagos por duas das principais fabricantes de cigarro do mundo, que também patrocinaram eventos e lives favoráveis à regulação.

Referência

OLIVEIRA, Rafael; SCOFIELD, Laura; FEIFEL, Bianca. Imprensa promove vapes em “publis” pagas pela indústria do tabaco: Dez veículos publicaram “branded content” pagos pela BAT e Philip Morris defendendo dispositivos eletrônicos para fumar. A Pública, [s.l.], 5 dez. 2023. Disponível em: https://apublica.org/2023/12/imprensa-promove-vapes-em-publis-pagas-pela.... Acesso em: 29 jan. 2024.

 

24/04/2023

Site do evento intitulado Expoagro Afubra, programado para os dias 19, 20, 21 e 22 de março de 2024, em rincão Del Rey - Rio Pardo, RS.

Referência

EXPOAGRO Afubra. Afubra, Rio Grande do Sul, 2023. Disponível em: https://afubra.com.br/expoagro.html. Acesso em: 4 maio 2023.

 

15/04/2023

A assinatura de um protocolo para exportação de carne brasileira para a China foi um dos saldos da missão brasileira ao país asiático, encerrada nesta sexta-feira, 14. Integrante da comitiva como presidente da Comissão de Indústria, Comércio e Serviços da Câmara, o deputado Heitor Schuch (PSB/RS), destacou o sucesso da viagem. No total foram firmados 15 acordos comerciais e de parceria entre os dois governos, fora os acertados entre empresas brasileiras e chinesas. Schuch afirma que o mercado chinês é estratégico para o agronegócio, não só na carne, mas também em grãos e tabaco, além de serem fornecedores de insumos, equipamentos e tecnologias. O deputado diz que é uma parceria que precisa ser alimentada. Outros acordos assinados na viagem preveem um plano de cooperação espacial entre os dois países, até 2032, e o lançamento do sétimo satélite na parceria entre Brasil e China: o CBERS-6

Referência

JUNTO com Lula, deputado Heitor Schuch celebra assinatura de 15 acordos comerciais na China. RádioSobradinho, Brasilia, 15 abr. 2023. Disponível em: https://www.radiosobradinho.com.br/junto-com-lula-deputado-heitor-schuch.... Acesso em: 22 maio 2023.

 

04/05/2022

Vinte por cento dos jovens brasileiros usam cigarro eletrônico, mostra pesquisa

O produto é proibido no Brasil. Segundo a Sociedade Brasileira de Pneumologia, traz riscos maiores à saúde que o cigarro tradicional

Fonte: https://globoplay.globo.com/v/10545612/

 

14/04/2022

O panorama eleitoral no Rio Grande do Sul e no Brasil em 2022 estará em debate na edição de abril da reunião-almoço Tá na Hora. O tradicional evento empresarial da Associação Comercial e Industrial (ACI) de Santa Cruz traz como painelistas dois profissionais de referência no campo da análise e do marketing político no cenário nacional: Eduardo B. Borenstein, analista político da Arko Advice Pesquisas, uma das principais empresas de análise política, estratégia e public affairs, e Fábio Bernardi, um dos mais reconhecidos e premiados profissionais de marketing político do país. “Eleições 2022: o que esperar no RS e no Brasil” é o tema do encontro, que ocorre na próxima terça-feira, 19, às 12h, no restaurante do Hotel Águas Claras, com transmissão simultânea pelos canais do Facebook e YouTube da entidade

O Tá Hora conta com o patrocínio da JTI, BRDE, Philip Morris Brasil, UNISC, BAT Brasil, Safe Investimentos – XP, Universal Leaf e Gazeta Grupo de Comunicações.

Fonte: https://expansao.co/ta-na-hora-debate-o-cenario-eleitoral-em-2022/

 

04/04/2022

No primeiro dia útil após a janela para troca de partidos, o presidente Jair Bolsonaro publicou no Diário Oficial da União desta segunda-feira despacho com a indicação de 24 diretores de agências reguladoras e órgãos do governo. As indicações são alvo de disputas na base de sustentação do governo no Congresso e serão submetidas a sabatinas no Senado. Mas, no caso da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a substituição tem tudo para ir parar na Justiça.

Referência

FARIA, Tales. Planalto tira diretora da Anvisa e indica aliado de Queiroga e Braga Netto. UOL, São Paulo, 4 abr. 2022. Disponível em: https://noticias.uol.com.br/colunas/tales-faria/2022/04/04/planalto-tira.... Acesso em: 23 mar. 2023.

 

11/02/2022

A Folha do Mate é um dos três jornais gaúchos que irão participar do programa ‘Acelerando a Transformação Digital’. Ao todo, 25 redações brasileiras foram selecionadas para participar da fase de mentoria e fundos de inovação da primeira edição, desenvolvida pela Associação Nacional de Jornais (ANJ) e Associação Nacional dos Editores de Revistas (Aner).

Fonte: https://folhadomate.com/noticias/geral/folha-do-mate-e-selecionada-para-programa-de-aceleracao-digital/

 

15/10/2021

A fabricante de cigarros Philip Morris contratou dois políticos profissionais para atuar em nome da empresa perante a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária): o pernambucano José Múcio Monteiro, ex-ministro do governo Lula e do TCU (Tribunal de Contas da União) e ex-deputado federal pelo PTB, e Cássio Cunha Lima (PSDB), ex-senador e ex-governador da Paraíba.

Referência

MILITAO, Eduardo; NEVES, Rafael. Fábrica de cigarros contrata políticos profissionais como lobistas. Uol, São Paulo, 15 out. 2021. Disponível em: https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2021/10/15/philip-.... Acesso em: 15 maio 2023.

 

26/08/2021

Em reunião organizada pelo deputado federal Marcelo Moraes (PTB) com o ministro do Trabalho e Previdência, Onyx Lorenzoni, foi solicitado que o Governo Federal atue para que não haja prejuízo aos produtores e à indústria do fumo.

Referência

POLÍTICOS e representantes do setor de tabaco pedem apoio ao Governo na COP 9. Gaz, Rio Grande do Sul, 28 abr. 2023. Disponível em: https://www.gaz.com.br/politicos-e-representantes-do-setor-de-tabaco-ped.... Acesso em: 28 abr. 2023.

 

Páginas