Portal ENSP - Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca Portal FIOCRUZ - Fundação Oswaldo Cruz
Início / Estrategias E Taticas / Táticas online

Táticas online

Os arquivos de documentos outrora secretos sobre o tabaco revelam que as empresas fumageiras vêm experimentando a internet como uma arma para o seu marketing há muitos anos.1. Como estas empresas enfrentam restrições à publicidade e ao marketing, existem evidências de que elas têm empregado, cada vez mais, a mídia online para passar suas mensagens.

Consulte a seção de Mídia Social (em inglês).

O ''boom'' da publicidade na internet

As indústrias conseguem se esquivar das restrições impostas a publicidade e ao marketing na mídia televisiva e em suas próprias embalagens. Atualmente, temos um novo campo de atuação das empresas fumageiras: a internet. Podemos citar inúmeros sites, perfis em redes sociais, como por exemplo, no Facebook entre outros recursos online, que servem para divulgação não só das empresas como de seus produtos e demais organizações que apoiam essa tipologia de indústria, que apresenta apenas malefícios para a saúde pública. Abaixo, segue alguns exemplos encontrados na internet:

* Philip Morris Brasil - Santa Cruz - RS: Página no Facebook que divulga a indústria de tabacos Philip Morris, diálogos sobre venda de produtos fumageiros, eventos e itens diversos com a marca Philip Morris, por exemplo, canecas entre outros2.

* Rothmans International: Ex fabricante de cigarros, fundada por Luis Rothman, em 1890, foi adquirida pela British American Tobacco em 1999. Todavia, ainda é possível encontrar divulgação da extinta Rothman em mídias sociais3.

* Tabaco e Cia: Loja com ampla divulgação de produtos fumageiros na rede social Facebook. Apresenta Cachimbos, Narguiles e diversos tipos de fumo4.

* Fumante sim, e dai?: Página no Facebook, de cunho libertário,  que apresenta inúmeras imagens de artistas famosos fumando ou de momentos em que o fumo é uma sugestão interessante: fumar enquanto degusta um vinho, quando acorda, antes de dormir, comentários pró tabaco entre outras postagens de incitação ao fumo 5.

* Fumicultura: página no Facebook que apresenta notícias, vídeos e fotos sobre a cultura do tabaco6.

* Produtores de fumo: página no Facebook, criada em 13 de setembro de 2013, com fotos, notícias de jornais, vídeos, postagens de produtores de fumo e divulgação de competições, por exemplo, a maior folha de fumo da safra7.

* Souza Cruz: página no Facebook da indústria de tabacos Souza Cruz, contendo pouca informação sobre a empresa, apesar da mesma possuir cerca de 2600 "curtidas" de outros perfis. Além disso, a página virtual foi construída na categoria remédios 8.

* Tabaco RS, SC, PR: página no Facebook dedicada a produtores e vendedores em geral. Apresenta fotos da produção de fumo e postagens de venda de aparelhos necessários para a produção9.

* Bridge Stehli: página eletrônica do artista, que desenha animais e nome de bandas de ''heavy metal'' nas caixas de cigarro. O título da coleção de caixas de cigarro desenhadas se chama ''smokémon'', fazendo alusão a palavra ''smoke'' (fumaça) e ''émon'', sufixo presente no título do desenho animado japonês ''Pokémon''10.

* 2Smok: Página no Facebook da empresa de produtos fumageiros 2Smok, localizada em Portugal. Fundada em 1 de maio de 2011, tem por especialidade a venda de cigarros eletrônicos e diversos acessórios para o tipo de fumo em questão11.

Os ''trollers''

As pesquisas sobre o fenômeno dos ''trolls'', sua ocorrência e influência, ainda estão em seus primórdios. Em novembro de 2011, o jornal britânico ''The Guardian'' e uma campanha no twitter #mencallmethings trataram da quantidade e da perversidade de mensagens eletrônicas odiosas (hate mail) que mulheres recebiam. 12. Muitas outras mídias replicaram esta iniciativa. A revista ''Time'', por exemplo, indagou: "O que faz com que a internet torne este tipo de comentários raivosos tão prevalentes?"13.

A este respeito, ver também:

* Tática RSC
* Táticas midiáticas
* Táticas publicitárias e marketing
* Táticas educativas

17/09/2022

Na rodinha de amigos, na porta da balada, na saída da universidade, em festas e até mesmo dentro de casa. Os cigarros eletrônicos estão por toda parte e seu consumo é praticamente dominado por jovens. Segundo Relatório Covitel deste ano, um em cada cinco brasileiros entre 18 e 24 anos é usuário de DEF (Dispositivo Eletrônico para Fumar). O consumo é mais frequente entre homens, e nas regiões Centro-Oeste e Sul do Brasil – apesar dos índices estarem bem equilibrados, o que mostra que a modinha é mesmo nacional. 

 

 

Referência

OTTO, Isabella. Cigarros eletrônicos: nova modinha entre jovens é lobo em pele de cordeiro. Capricho, São Paulo, 16 set. 2022. Disponível em: https://capricho.abril.com.br/comportamento/cigarros-eletronicos-nova-mo.... Acesso em: 3 out. 2022.

 

22/08/2022

Cigarros eletrônicos continuam proibidos no Brasil. A decisão da Anvisa gera polêmica. Consumidores e indústria do tabaco são contrários à proibição. Já a comunidade médica e organizações da sociedade da área da saúde aprovam a decisão. Saiba o que são os dispositivos eletrônicos para fumar (DEFs). Entenda os riscos para a saúde causados pelo consumo de cigarros eletrônicos e razões para a sua proibição no Brasil. Afinal, cigarros eletrônicos são menos nocivos do que os cigarros convencionais? Glória Latuf, da Anvisa, fala sobre o tema.  

Fonte: https://www.youtube.com/watch?v=yKliLic5Sgw

 

18/08/2022

Cerca de metade dos cânceres do mundo se devem a um fator de risco determinado, e o tabaco e o álcool estão no topo da lista, segundo um grande estudo divulgado nesta sexta-feira. As medidas de prevenção são essenciais, mas não são a panaceia, advertem os autores.

“Segundo nossa análise, 44,41% das mortes por câncer no mundo podem ser atribuídas a um fator de risco determinado”, considera o estudo, publicado na revista “Lancet” como parte do projeto mundial Global Burden of Disease.

Fonte: https://www.istoedinheiro.com.br/tabaco-e-alcool-sao-principais-causas-de-cancer-no-mundo/

 

15/08/2022

O consumo de tabaco caiu de 28% em 2000 para 16,3% em 2020 nas Américas, e 96% da população está protegida por pelo menos uma medida de luta antitabaco. Contudo, os cigarros eletrônicos são uma ameaça, afirma a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas).

Segundo o relatório sobre o Controle do Tabaco para a Região das Américas 2022 da Opas, apresentado nesta segunda-feira (15) no Brasil, o consumo de tabaco caiu para 16,3% em 20 anos e espera-se que seja de 14,9% para 2025, com o qual a região cumpriria a meta de reduzi-lo em 30%, estabelecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS), até essa data.

O Chile é o país onde os adultos consomem mais tabaco (29,2%), seguido de Argentina, Estados Unidos, Uruguai e Cuba. O Panamá, por sua vez, é o que menos consome (5,0%).

Fonte: https://gauchazh.clicrbs.com.br/mundo/noticia/2022/08/cai-o-consumo-de-tabaco-nas-americas-segundo-opas-cl6vfcqll008t01h2hetvtxhi.html

 

12/07/2022

Um grande desafio com o avanço das redes sociais é entender a dimensão dos impactos negativos de determinados conteúdos entre os jovens, como na influência de comportamentos e hábitos que podem ser nocivos para a saúde. Uma dessas práticas, embora retratada em diversas publicações como algo prazeroso e divertido, é o ato de fumar. Agora, o maior estudo já conduzido sobre o tema comprovou que a exposição a postagens relacionadas a cigarros, vapes e outros modelos nas mídias mais que dobra as chances de adolescentes adotarem o hábito, além de aumentar a propensão em aderir à prática entre aqueles que nunca experimentaram.

Fonte: https://extra.globo.com/noticias/saude-e-ciencia/conteudos-sobre-tabagismo-nas-redes-sociais-mais-que-dobram-as-chances-de-adolescentes-adotarem-habito-diz-maior-estudo-sobre-tema-25540610.html

 

20/06/2022

In celebration of the World no Tobacco Day, the WHO FCTC Knowledge hub for Articles 17 and 18 has launched a campaign on the impacts of the tobacco production chain on the environment and workers' health.

Fonte: https://extranet.who.int/fctcapps/fctcapps/fctc/kh/alternativelivelihoods/news/who-fctc-knowledge-hub-articles-17-and-18-launched

 

19/05/2022

Tema: Evolução do tabagismo no Brasil - Os perigos do cigarro Eletrônico Sebastião Costa Editor, Produção, Apresentação e conselho editorial Co editor e co produtor e conselho editorial : Vladimir Dantas Suporte Técnico, edição dos Carts e conselho editorial - Lenine Dantas Convidado Dr. Ricardo Henrique Sampaio Meirelles Médico pneumologista e Coordenador do Programa de Tratamento do Tabagismo do Instituto Estadual de Doenças do Tórax Ary Parreiras da Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro. Coordenador da Comissão de Combate ao Tabagismo da Associação Médica Brasileira. Professor de pneumologia da Universidade Estácio de Sá no Rio de Janeiro. Responsável pelo ambulatório de tabagismo da Policlínica Ronaldo Gazolla da Universidade Estácio de Sá; Rio de Janeiro. Realização: Cooperativa de Comunicação e Cultura Roda de Conversa TV Roda de Conversa

Fonte: https://www.youtube.com/watch?v=4gvMllvFFjk

 

19/05/2022

Esta celebração não é única: Em outros lugares, a empresa afirma que alcançou um "padrão ouro" em outro índice de relatórios Ambientais, Sociais e de Governança (ESG).3 Também ganhou um prêmio do Financial Times por ser uma líder climática.4 Em um influente evento para investidores em fevereiro de 2022, a empresa dedicou slide após slide às suas conquistas ESG, incluindo um slide dedicado a todos os prêmios ESG recentes que havia ganhado.5 A mensagem cuidadosamente elaborada para analistas financeiros, mídia e formuladores de políticas é simples: Esta é uma empresa que tem reconhecimento global pelo seu compromisso com as pessoas e o planeta.

Referência

 

19/05/2022

Grandes players globais da indústria do tabaco têm altas expectativas em relação ao potencial de crescimento do vape e do cigarro eletrônico, além de garantirem que este é um novo mercado sustentável, olhando para o longo prazo.

Esse cenário não se justifica somente pelo volume estimado de mais de 1 bilhão de fumantes no mundo todo, sendo que a maioria ainda não experimentou esses dispositivos, apontados como alternativa para reduzir os danos causados pelo cigarro tradicional de nicotina ou até mesmo para parar de fumar1. Além da grande demanda por esses produtos, a elevada arrecadação de impostos (inclusive para financiar programas públicos de combate ao tabagismo) e a geração de empregos são outros elementos que tornam esse mercado promissor.

Fonte: https://administradores.com.br/artigos/legaliza%C3%A7%C3%A3o-do-vape-no-brasil-apoiaria-gera%C3%A7%C3%A3o-de-r-8-bilh%C3%B5es-em-impostos-e-170-mil-empregos

 

01/05/2022

Conselho Tutelar deve tomar providências na segunda-feira (2) sobre a  de aproximadamente 5 anos de idade, que aparece em um vídeo fumando cigarro eletrônico. As imagens foram feitas em Ponta Porã, cidade que fica a 346 quilômetros de Campo Grande.

Conforme o secretário municipal de  de Ponta Porã, Marcelino Nunes, a mãe da criança já foi identificada e pode ser responsabilizada. O secretário já havia informado anteriormente que formalizou denúncia ao Conselho Tutelar da cidade. O órgão responsável agora apura os fatos.

Fonte: https://midiamax.uol.com.br/policia/2022/mae-de-crianca-filmada-fumando-cigarro-eletronico-em-ms-e-identificada/

 

Páginas