Portal ENSP - Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca Portal FIOCRUZ - Fundação Oswaldo Cruz
Início / Palavras Chave / nicotina

nicotina

23/03/2023

Altamente viciante e nociva para saúde, nicotina é reembalada e vendida como salvação: de vacinas para Covid-19, remédios contra Parkinson e Alzheimer e até aliada contra dependência do cigarro. A indústria do fumo faz grande aposta para recauchutar a nicotina: os cigarros eletrônicos. Vendidos como uma alternativa mais saudável, que ajudaria no controle do tabagismo, os dispositivos eletrônicos de fumar costumam ter níveis mais altos de nicotina do que os cigarros comuns e, por isso, podem ser ainda mais viciantes.

Referência

RODRIGUES, MAghier. Nicotina washing? A tentativa de reabilitação da nicotina pela indústria do fumo. O Joio e o Trigo, [s.l.], 14 dez. 2022. Disponível em: https://ojoioeotrigo.com.br/2022/12/nicotina/. Acesso em: 23 mar. 2023.

 

16/01/2023

Novos dispositivos, mas o mesmo objetivo: o lucro em troca da sua saúde. A indústria do tabaco está trocando a cortina de fumaça pela de vapor, numa nova tentativa de atrair novos
usuários.

Referência

 

31/08/2022

Estudos mostram que em diversos juices onde, teoricamente, não deveriam conter nicotina, apresentavam substâncias não rotuladas incluindo a nicotina.

Todos os tipos de tabagismo são prejudiciais à saúde!

Referência
Fonte: https://www.instagram.com/reel/Ch5e2zcPfko/?igshid=MDJmNzVkMjY%3D

 

02/07/2022

Os produtos de tabaco aquecidos (HTPs) são uma adição relativamente nova ao mercado de produtos de tabaco e nicotina. Há um debate científico e político em andamento sobre o papel dos HTPs na redução de danos do tabaco, com preocupações sobre os efeitos na saúde, marketing e envolvimento da indústria do tabaco.1, 2 Este explicador visa destacar questões atuais em torno de HTPs e achados de pesquisas recentes, incluindo pesquisas STOP, investigando esses problemas.

Fonte: https://exposetobacco.org/wp-content/uploads/Understanding_HTPs_PT.pdf

 

05/06/2022

Cigarros eletrônicos viram moda e provocam epidemia de nicotina entre os jovens

 

Anvisa está coletando dados para reanalisar a proibição de vaporizadores, vapes e pods. Jovens, menores de idade inclusive, são os maiores consumidores dos dispositivos eletrônicos.

Fonte: https://globoplay.globo.com/v/10640797/

 

01/12/2021

Mesmo ilegal, os vapes são facilmente comercializado na internet, em tabacarias e em bancas de jornal. Coma a promessa de não serem tão nocivos quanto o cigarro convencional, eles continuam emitindo grandes quantidades de nicotina e viciando pessoas apesar do aspecto tecnológico e do cheiro menos desagradável do que o do cigarro.

Referência

CIGARROS eletrônicos criam nova geração de fumantes viciados em altas doses de nicotina. Hypeness, [s.l.], 2021. Disponível em: https://www.hypeness.com.br/2021/11/cigarros-eletronicos-criam-nova-gera.... Acesso em: 10 dez. 2021.

 

26/07/2021

documento da Philip Morris International (PMI) que versa sobre o levantamento de Análise Científica sobre Produtos Sem Fumaça. A última edição da publicação periódica, fornece um resumo do atual conhecimento científico sobre a nicotina, e aborda também algumas das ideias erradas mais comuns sobre ela.

Referência

PRECISAMOS falar sobre a nicotina. Philip Morris Brasil, [s.l.], [202?]. Disponível em: https://www.pmi.com/resources/docs/default-source/brazil-market-page/inf.... Acesso em: 26 jul. 2021.

 

17/10/2020

Muitas pessoas, inclusive gestantes, tem recorrido ao cigarro eletrônico por acreditar que eles são menos prejudiciais, pois, apesar de ainda conterem nicotina, eles não produzem toxinas como o monóxido de carbono. No entanto, testes feitos por especialistas da Durham University, na Inglaterra, apontam que os efeitos são tão ruins após a vaporização quanto após fumar cigarros convencionais. E mais, os efeitos negativos são estendidos aos bebês de mulheres que usaram o cigarro eletrônico durante a gravidez. 

Referência

GRAVIDEZ: cigarro eletrônico pode retardar desenvolvimento do bebê, diz estudo. Crescer online, São Paulo, 17 out. 2020. Disponível em: https://revistacrescer.globo.com/Gravidez/noticia/2020/10/gravidez-cigar..... Acesso em: 16 abr. 2021.

 

08/06/2020

Um estudo polêmico realizado com mais de 90 mil pacientes no México afirma que os fumantes podem ser menos vulneráveis ao Covid-19 do que pessoas que nunca experimentaram cigarro . A pesquisa, que vai na contra-mão da maioria das recomendações médicas , sugere uma espécie de proteção proporcionada pela nicotina, um dos componentes químicos do cigarro.

Fonte: https://saude.ig.com.br/2020-06-08/estudo-sugere-que-cigarro-pode-proteger-contra-covid-19-entenda-a-relacao.html

 

01/05/2020

Entre os inúmeros estudos em curso tentando mapear a penetração do coronavírus em diferentes estratos da população, um em específico tem chamado a atenção — pesquisadores franceses mapearam que um percentual pequeno dos doentes são fumantes. Um quarto dos adultos franceses fumam, mas apenas 8,5% de 11.000 pacientes internados em hospitais parisienses são fumantes.

Fonte: https://exame.com/ciencia/os-fumantes-parecem-estar-mais-protegidos-contra-o-coronavirus-por-que/

 

Páginas