Portal ENSP - Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca Portal FIOCRUZ - Fundação Oswaldo Cruz
Início / Palavras Chave / stop

stop

02/08/2022

Researchers from the University of Nottingham have published a paper titled “Should IQOS Emissions Be Considered as Smoke and Harmful to Health? A Review of the Chemical Evidence.” The researchers conducted a literature review of studies examining emissions from heated tobacco products (HTPs).

Fonte: https://exposetobacco.org/wp-content/uploads/IQOS-smoke-free-doubts.pdf

 

26/07/2022

China National Tobacco Corporation (CNTC) is a state-owned monopoly and the world’s largest producer of cigarettes: In 2021, CNTC cigarettes represented over 46% of global production. This brief examines the complicated web of the company’s global presence, including its network of partnerships and subsidiaries across the tobacco supply chain.

Fonte: https://exposetobacco.org/resource/china-national-tobacco-corporation/

 

02/07/2022

Os produtos de tabaco aquecidos (HTPs) são uma adição relativamente nova ao mercado de produtos de tabaco e nicotina. Há um debate científico e político em andamento sobre o papel dos HTPs na redução de danos do tabaco, com preocupações sobre os efeitos na saúde, marketing e envolvimento da indústria do tabaco.1, 2 Este explicador visa destacar questões atuais em torno de HTPs e achados de pesquisas recentes, incluindo pesquisas STOP, investigando esses problemas.

Fonte: https://exposetobacco.org/wp-content/uploads/Understanding_HTPs_PT.pdf

 

26/05/2022

Todos sabem dos malefícios do tabaco à saúde. Mas a indústria está minimizando outra séria ameaça: a destruição que causa ao meio ambiente – apenas para manter as pessoas dependentes de tabaco.

A indústria do tabaco é uma das piores poluidoras do mundo. Os cigarros são o produto plástico de uso único mais difundido na Terra.

Fonte: https://exposetobacco.org/pt/queimado-pelo-tabaco/

 

23/05/2022

The illicit trade in tobacco products represents a major global concern for public health, economy and public safety. More specifically, the illicit trade in tobacco products undermines tobacco control policy efforts, particularly in relation to tax policy. As they are not taxed or regulated, illicit tobacco products do not have health warnings or packaging or labeling requirements, which favors their consumption. As with other regions in the world, the illegal cigarette trade in Mercosur involves lower average prices compared to taxed cigarettes. Furthermore, the increase in the accessibility of cigarettes, via the informal market, combined with the lower prices of smuggled products - and therefore not subject to regulation - favors the consumption of cigarettes by young people and low-income populations 1,4.

Referência

HASSELMANN, Luis Guilherme Hasselmann; RICHTER,  Ana Paula Cardoso; TURCI, Silvana Rubano; SILVA, Vera Luiza da Costa. Uso pela indústria do tabaco (IT) de estratégias de Responsabilidade Social Corporativa (RSC) para interferir no combate ao comércio ilícito [projeto STOP]. Centro de Estudos sobre Tabaco e Saúde (Cetab), Rio de Janeiro, 23 mai. 2022. 49p.

 

23/05/2022

O comércio ilícito de produtos de tabaco representa uma grande preocupação mundial para a saúde pública, economia e segurança pública. Mais especificamente, o comércio ilícito de produtos de tabaco mina os esforços das políticas de controle do tabagismo, particularmente em relação à política tributária. Por não serem tributados e nem regulamentados, os produtos ilícitos de tabaco não possuem advertências de saúde ou requisitos de embalagem ou rotulagem, o que favorece o seu consumo. À semelhança com outras regiões no mundo, o comércio ilegal de cigarros no Mercosul envolve preços médios mais baixos em comparação aos cigarros tributados. Ainda, o aumento da acessibilidade de cigarros, via mercado informal, aliado aos preços inferiores dos produtos contrabandeados - e por tanto não submetidos à regulamentação - favorece o consumo de cigarros por jovens e populações de baixa renda 1,4.

Referência

HASSELMANN, Luis Guilherme Hasselmann; RICHTER,  Ana Paula Cardoso; TURCI, Silvana Rubano; SILVA, Vera Luiza da Costa. Uso pela indústria do tabaco (IT) de estratégias de Responsabilidade Social Corporativa (RSC) para interferir no combate ao comércio ilícito [projeto STOP]. Centro de Estudos sobre Tabaco e Saúde (Cetab), Rio de Janeiro, 23 mai. 2022. 49p.

 

19/05/2022

Esta celebração não é única: Em outros lugares, a empresa afirma que alcançou um "padrão ouro" em outro índice de relatórios Ambientais, Sociais e de Governança (ESG).3 Também ganhou um prêmio do Financial Times por ser uma líder climática.4 Em um influente evento para investidores em fevereiro de 2022, a empresa dedicou slide após slide às suas conquistas ESG, incluindo um slide dedicado a todos os prêmios ESG recentes que havia ganhado.5 A mensagem cuidadosamente elaborada para analistas financeiros, mídia e formuladores de políticas é simples: Esta é uma empresa que tem reconhecimento global pelo seu compromisso com as pessoas e o planeta.

Referência

 

19/05/2022

Greenwashing é uma tática usada por indústrias nocivas para parecerem socialmente responsáveis, enquanto, na realidade, seus produtos e práticas de negócios estão destruindo o meio ambiente. A indústria do tabaco despeja resíduos tóxicos nas comunidades e esgota os recursos naturais. Não há nada de “verde” nisso. Mas a indústria finge que está se transformando ao fazer uma lavagem verde de sua imagem para construir influência junto aos formuladores de políticas, especialmente em países de baixa e média renda, e influenciar as políticas para ajudar os lucros das empresas de tabaco. o planeta, mas quando a indústria do tabaco o faz, também viola um tratado global de saúde pública.

Referência

SECREDOS sujos: Como a indústria do tabaco destrói o meio ambiente e esconde isso.  A Global Tobacco Industry Watchdog (STOP), [s.l.], 25 mai. 2022.

 

02/05/2022

Adding flavors to tobacco products makes them more appealing to young people and harder to quit. The tobacco industry develops enticing flavored products, markets them to targeted groups and prevents and weakens flavor bans. Despite objections from the tobacco industry, countries have begun to implement flavor bans. Strong policies can maximize the effectiveness of tobacco flavor bans.

Fonte: https://exposetobacco.org/wp-content/uploads/Flavors-Including-Menthol-In-Tobacco-Products-FINAL.pdf

 

08/03/2022

As indústrias de tabaco patrocinam iniciativas de mulheres para "limpar" sua imagem e pressionam legisladores para minar as políticas de controle do tabaco que protegem as mulheres, com o objetivo de aumentar as vendas e os lucros de seus produtos.  Nos últimos anos, a indústria do tabaco afirma que seu patrocínio de programas para mulheres é um esforço para promover aspectos inerentes as diretrizes de Saúde Pública, o que é enganoso.

Referência

LAS mujeres y la industria tabacalera. STOP: A Global Tobacco Industry Watchdog. [s.l.], 2022. 11p.

 

Páginas