Portal ENSP - Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca Portal FIOCRUZ - Fundação Oswaldo Cruz
Início / Estrategias E Taticas / Manipular a opinião pública para ganhar respeitabilidade

Manipular a opinião pública para ganhar respeitabilidade

'''Fumar mata – mesmo assim a indústria fumageira aplica uma série de táticas e truques para manipular a opinião pública. Investe em programas socioambientais, fazem doações para hospitais e prefeituras, oferecem migalhas usando o discuros de alíviar populações imersas em catástrofes naturais . Tudo isso para que seja tirado o foco sobre seus produtos letais e para ganhar aura de respeitabilidade.

A opinião pública governa o funcionamento das sociedades e a indústria fumageira dedica recursos consideráveis para tentar corrompê-la. A indústria está ciente de que a visão de milhões de pessoas, todos os dias, é influenciada pelos meios de comunicação em massa. Contrata escritórios de relações públicas e outros grupos para inventar e distorcer as notícias de forma a promover seu negócio letal. Empresas de relações públicas geralmente são usadas em uma tentativa de manipular a mídia e a opinião pública a respeito de diversos aspectos do controle do tabaco e para granjear o apoio de pessoas que se opõem à 'intromissão' do governo nos negócios e na tributação, instigando assim visões gerais antirregulatórias e antigovernamentais. 

No entanto, a principal maneira de manipular a opinião pública é por meio de Responsabilidade Social Corporativa (RSC), também conhecida como "investimento social". Ainda que as atividades de RSC em muitos setores reflitam um compromisso honesto de comportamento ético e contribuição ao desenvolvimento econômico, ao mesmo tempo melhorando a qualidade de vida dos funcionários, da comunidade local e da sociedade como um todo, para a indústria fumageira é uma estratégia que age em seu próprio favor. As atividades de RSC da indústria fumageira podem incluir campanhas ineficazes de prevenção do fumo entre adolescentes, as quais permitem que a indústria se apresente como 'importando-se' com os jovens, para quem também vendem seus produtos letais. A indústria se empenha arduamente para apoiar programas sociais direcionados a produtores de tabaco e seus filhos, além de causas sociais inusitadas em relação à sua atividade-fim, como programas para combater a violência doméstica contra mulheres, esforços de ajuda humanitária e causas e grupos ambientais. 

Frequentemente, um grupo aceita fundos da indústria do tabaco ou trabalha com ela, e a indústria recupera, assim, parte da respeitabilidade que perdeu por meio dos danos sociais, econômicos, ambientais e à saúde causados por seus produtos. Em suma, a indústria fumageira usa a RSC para alegar que se importa com a sociedade e com o meio ambiente, e também para se apresentar como um membro responsável da sociedade. 

Esses esforços de RSC interferem na política de saúde por conquistar para a indústria a boa vontade dos políticos e do público. A indústria usa a RSC para atrair grupos não relacionados ao tabaco _ às vezes nem mesmo relacionados à saúde _ para se tornarem seus aliados. Dessa forma, quando há tentativas de regulamentar as propagandas de tabaco, por exemplo, a indústria pode mobilizar um conjunto de empresas aliadas , ou que estão em dívida com ela, para falar em seu favor.

Este fenômeno tem sido visto recentemente em países de regiões tão diversas, como a África 1 e a Europa 2, onde os representantes das empresas fumageiras queixaram-se que uma proibição proposta sobre o patrocínio, uma forma reconhecida de marketing, era prejudicial e desnecessária. Um coro de protestos de organizações de caridades que apoiam causas como saúde mental e cuidados com os idosos foi citado na mídia e apresentado como uma oposição à legislação proposta sobre a proibição de propagandas de tabaco. As reportagens da mídia focavam na perda de renda das organizações de caridade, e não nos ganhos da saúde que viriam com a restrição das propagandas de tabaco.

A este respeito, ler também: 

* Tática RSC
* Táticas midiáticas
* Táticas publicitárias e marketing 
* Táticas online
* Táticas educativas
 

27/07/2022

Na sexta-feira (15) foi realizado nas dependências do Hospital São Gregório de São Martinho o ato simbólico da entrega de uma Van/Furgão Peugeot Expert. O veículo foi recebido por meio de doação da empresa Philip Morris do Brasil, de acordo com projeto social interno de renovação de frota.

O gerente de Assuntos Corporativos, Cleber Silveira, fez a entrega simbólica das chaves aos membros da diretoria do hospital. Além do representante da empresa, estiveram presentes diversas lideranças municipais e estaduais.

Fonte: https://www.radioaltouruguai.com.br/nova-van-e-entregue-ao-hospital-sao-gregorio-de-sao-martinho/

 

29/05/2022

A prefeita de Santa Cruz do Sul, Helena Hermany, conheceu as instalações do Centro de Desenvolvimento Agronômico e Treinamento em Extensão Rural (Adet), ja JTI.

Fonte: https://www.gaz.com.br/helena-hermany-visita-centro-de-pesquisas-da-jti/#.YpSJwO9iPeQ.whatsapp

 

02/05/2022

A Epagri apresenta nesta terça-feira (03), em Florianópolis, casos de sucesso de agricultores catarinense que encontraram alternativas ao cultivo do tabaco. É o Encontro Técnico Sobre Diversificação em Áreas Cultivadas com o Tabaco, que acontece no Hotel Cambirela, a partir das 13h30min. São esperadas cerca de 130 pessoas, entre agricultores e técnicos da Epagri das regiões de Criciúma, Tubarão, Florianópolis, Rio do Sul e Canoinhas. Eles vão conhecer o relato de um extensionista da Epagri sobre a proposta, além de oito casos de sucesso apresentados pelos próprios agricultores.

Fonte: https://www.agrolink.com.br/noticias/sc--epagri-participa-de-encontro-tecnico-sobre-diversificacao-em-areas-cultivadas-com-o-tabaco_465234.html

 

14/04/2022

O panorama eleitoral no Rio Grande do Sul e no Brasil em 2022 estará em debate na edição de abril da reunião-almoço Tá na Hora. O tradicional evento empresarial da Associação Comercial e Industrial (ACI) de Santa Cruz traz como painelistas dois profissionais de referência no campo da análise e do marketing político no cenário nacional: Eduardo B. Borenstein, analista político da Arko Advice Pesquisas, uma das principais empresas de análise política, estratégia e public affairs, e Fábio Bernardi, um dos mais reconhecidos e premiados profissionais de marketing político do país. “Eleições 2022: o que esperar no RS e no Brasil” é o tema do encontro, que ocorre na próxima terça-feira, 19, às 12h, no restaurante do Hotel Águas Claras, com transmissão simultânea pelos canais do Facebook e YouTube da entidade

O Tá Hora conta com o patrocínio da JTI, BRDE, Philip Morris Brasil, UNISC, BAT Brasil, Safe Investimentos – XP, Universal Leaf e Gazeta Grupo de Comunicações.

Fonte: https://expansao.co/ta-na-hora-debate-o-cenario-eleitoral-em-2022/

 

11/04/2022

Inicialmente apresentados como uma alternativa ao cigarro comum, os cigarros eletrônicos chegaram à 4ª geração. Na análise de especialistas, ganharam "roupa nova", ficaram mais viciantes ao longo dos últimos anos e apelam cada vez mais para o público jovem, que desconhece os malefícios equivalentes ou até mesmo piores das substâncias que os compõem.

Fonte: https://g1.globo.com/saude/noticia/2022/04/11/cigarro-eletronico-chega-a-4a-geracao-com-roupa-nova-e-mais-viciante-anvisa-debate-regulamentacao.ghtml

 

01/04/2022

A BAT Brasil, anteriormente conhecida como Souza Cruz e uma das maiores indústrias de cigarros do Brasil e do mundo, recruta universitários negros para seu programa de estágio 2022. Há chances para diferentes regiões do país, dentre elas: São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Uberlândia (MG) e Cachoeirinha (RS) e Santa Cruz (RS).

Fonte: https://noticiasconcursos.com.br/bat-brasil-recruta-universitarios-negros-para-programa-de-estagio/

 

29/03/2022

O principal meio de comunicação da China no campo de vaporização, a Bluehole New Consumption, publicou hoje um artigo sobre o estabelecimento por parte da SMOORE do primeiro laboratório de testes de extraíveis e lixiviáveis (E&L) do mundo no setor de vaporização.

Fonte: https://br.financas.yahoo.com/noticias/bluehole-publica-um-artigo-sobre-160100414.html?guccounter=2

 

11/03/2022

Foi inaugurada na manhã de quinta-feira, 10, a nova planta industrial da UTC Brasil em Santa Cruz do Sul – localizada no Distrito Industrial (BR 471 – Km 149,53). A cerimônia, seguida de almoço e visita às instalações, contou com a presença do vice-prefeito, Elstor Desbessel, do secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Marcio Farias Martins, além dos sócios, Dirk Siemann e Sasha Siemann, da CNT, e Hewitt Poland e Steve Coyte, da UTC Estados Unidos. “A nova planta industrial da UTC Brasil em Santa Cruz é um importante passo dentro do planejamento estratégico da empresa, que passou a operar em uma usina com maior capacidade, expressivo ganho de flexibilidade operacional e logística mais adequada à nossa operação. Estamos todos muito satisfeitos e orgulhosos com esta conquista”, destacou o diretor presidente, Carlos Eduardo Genehr.

Fonte: https://folhadomate.com/livre/utc-brasil-inaugura-nova-planta-industrial-em-santa-cruz-do-sul/

 

11/03/2022

A usina da BAT Brasil (ex Souza Cruz) em Santa Cruz do Sul conquistou dois importantes títulos de sustentabilidade internacionais: o selo Carbono Neutro, reconhecido pela certificação PAS 2060, e a certificação da AWS (Alliance for Water Stewardship), que contempla a gestão sustentável dos recursos hídricos de toda a cadeia produtiva.

Fonte: https://www.gaz.com.br/unidade-da-bat-brasil-conquista-certificacoes-de-sustentabilidade/#.YixqU1g0pDo.whatsapp

 

21/12/2021

O Índice Global sobre a Interferência da Indústria do Tabaco (TII Índice) é uma pesquisa mundial sobre como as políticas públicas estão protegidas dos esforços subversivos da indústria do tabaco e como os governos têm se protegido contra tal influência. O TII Índice originou-se de um relatório da Aliança de Controle do Tabaco do Sudeste Asiático (Seatca) com apoio da iniciativa Stopping Tobacco Organizations and Products (STOP), cujo significado em português é “Pare as Organizações e Produtos de Tabaco”, da Filantropia Bloomberg, e é parte da publicação do Centro Global para Boa Governança em Controle do Tabaco (GGTC) da Escola para Estudos Globais na Universidade de Thammasat, na Tailândia.

Referência

ÍNDICE da interferência da indústria do tabaco. ACT Promoção para Saúde, Rio de Janeiro, 9 dez. 2021. 85p.

 

Páginas