Portal ENSP - Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca Portal FIOCRUZ - Fundação Oswaldo Cruz
Início / Palavras Chave / dispositivo eletrônico para fumar

dispositivo eletrônico para fumar

08/08/2020

O tabaco brasileiro é visto como estratégico pela Philip Morris dentro do seu projeto de Futuro Sem Fumaça, que consiste substituir os cigarros por alternativas sem combustão. A afirmação do diretor de Assuntos Externos da Philip Morris Brasil, Fernando Vieira, aponta a direção ao setor frente a estimativa do fim de alguns mercados de cigarros em 15 anos, anunciada pela companhia a medida que os novos produtos avançam globalmente.

Referência

TABACO do Brasil é estratégico para futuro sem fumaça da Philip Morris. Olá Jornal, rio Grande do Sul, 8 ago. 2020. Disponível em: http://olajornal.com.br/tabaco-do-brasil-e-estrategico-para-futuro-sem-f.... Acesso em: 7 abr. 2021.

 

15/07/2020

 

Menos australianos fumam tabaco diariamente, enquanto mais estão fumando e usando cigarros eletrônicos, descobriram os resultados da última Pesquisa Nacional de Estratégia de Drogas, com o uso de cigarros eletrônicos entre não fumantes de 18 a 24 anos quadruplicando em seis anos.

Referência

DAVEY, Melissa. O uso de cigarro eletrônico entre jovens não fumantes australianos quadruplica em seis anos, revela a pesquisa. The Guardian, Inglaterra, 15 jul. 2020. Disponível em: https://www.theguardian.com/australia-news/2020/jul/16/e-cigarette-use-a.... Acesso em: 29 mar. 2021.

 

30/06/2020

A Philip Morris International sinalizou que os cigarros podem começar a se tornar obsoletos dentro de uma década em alguns mercados, à medida que fumantes buscam produtos alternativos para a nicotina. “Estou convencido de que é possível encerrar completamente as vendas de cigarros em muitos países dentro de 10 a 15 anos”, disse o CEO Andre Calantzopoulos em relatório de sustentabilidade publicado na terça-feira. Ele afirmou que a ajuda dos reguladores é necessária para tornar isso possível.

Referência

PARA CEO da Philip Morris, cigarro começará a desaparecer em uma década. Exame, são Paulo, 30 jun. 2020. Disponível em: https://exame.com/negocios/para-ceo-da-philip-morris-cigarro-comecara-a-.... Acesso em: 7 abr. 2021.

 

10/06/2020

EUA anuncia proibição parcial de cigarros eletrônicos aromatizados. A Agência de Drogas e Alimentos de Estados Unidos (FDA, na sigla em inglês) anunciou que a partir de
fevereiro não serão permitidas as vendas dos refis com outros aromas que não o tabaco e o mentol, a menos que tenham obtido uma autorização específica das autoridades.

Referência

EUA anuncia proibição parcial de cigarros eletrônicos aromatizados. UOL, São Paulo, 2 jan. 2020. Disponível em: https://economia.uol.com.br/noticias/afp/2020/01/02/eua-anuncia-proibica.... Acesso em: 19 mar. 2021.

 

02/05/2020

Base da economia do Vale do Rio Pardo, a cadeia produtiva do tabaco esteve no centro de diversas discussões nos últimos anos no Brasil. Esses debates, sempre complexos e extensos, costumam colocar em confronto as organizações antitabagistas e autoridades sanitárias com as lideranças políticas das regiões produtoras, os agentes da indústria e os representantes dos agricultores.

Referência

A GAZETA esteve lá: na audiência da Anvisa, em Brasília. Gaz, Rio Grande do Sul, 2 maio. 2020. Disponível em: http://www.gaz.com.br/conteudos/geral/2020/05/02/165151-a_gazeta_esteve_la_na_audiencia_da_anvisa_em_brasilia.html.php Acesso em: 08 jun. 2020.

Fonte: https://www.gaz.com.br/a-gazeta-esteve-la-na-audiencia-da-anvisa-em-brasilia/

 

21/04/2020

Como já recentemente analisamos no artigo “A chama acesa do coronavírus: A relação entre a pandemia de Covid-19 e a epidemia do tabagismo” (publicado em 21 de março), muitos casos graves relatados no mundo têm relação com o uso pelo paciente de tabaco ou outros produtos fumígenos, como o cigarro comum, o cigarro eletrônico e o narguilé.

Referência

Em jogo, saúde pública e liberdades individuais. Ver o Fato, [s.l.], 21 abr. 2020. Disponível em: https://ver-o-fato.com.br/em-jogo-saude-publica-e-liberdades-individuais/. Acesso em: 19 mar. 2021.

 

20/04/2020

Este artigo tem como objetivo geral a necessidade de redução dos danos do tabaco, os produtos de consumo que facilitam a redução dos danos do tabaco e as barreiras para sua implementação. A endemia mundial do tabagismo resulta na morte de mais de sete milhões de fumantes por ano. As taxas de abandono do cigarro são muito baixas, de 3% a 12%, e as taxas de recaída são altas, de 75% a 80% nos primeiros seis meses e 30% a 40% mesmo após um ano de abstinência. Além disso, alguns fumantes não desejam parar. A substituição do cigarro na redução de danos do tabaco é uma estratégia que pode reduzir o fardo da morbidade e mortalidade.

Referência

O'LEARY, Renée; POLOSA, Riccardo. Tobacco harm reduction in the 21st century. Emerald Publishing Limited, Reino Unido, v. 20, n. 3, p. 219-234, 2020. Disponível em: https://www.emerald.com/insight/content/doi/10.1108/DAT-02-2020-0007/ful.... Acesso em: 29 mar. 2021.

 

15/04/2020

Coronavírus x fumo: tabaco, maconha e cigarro eletrônico podem aumentar gravidade da Covid-19'Fumantes são mais vulneráveis a vírus respiratórios que os não fumantes', explica José Miguel Chatkin, presidente da Sociedade Brasileira de Pneumologia.

Referência

 VALADARES, Marcelo. Coronavírus x fumo: tabaco, maconha e cigarro eletrônico podem aumentar gravidade da Covid-19. G1, Rio de Janeiro, 15 abr. 2020. https://g1.globo.com/bemestar/coronavirus/noticia/2020/04/15/coronavirus-x-fumo-tabaco-maconha-e-cigarro-eletronico-podem-aumentar-gravidade-da- covid -19.ghtml. Acesso em: 22 abr. 2020. 

 

13/04/2020

A IQOS criou um novo Programa de Empréstimo de máquinas de tabaco aquecido para «evitar o incómodo com eventuais constrangimentos no serviço de Apoio ao Cliente». A Tabaqueira está, assim, a emprestar um kit IQOS 2.4 Plus Blue aos utilizadores registados no site.

Referência

IQOS cria serviço gratuito de empréstimo com uma máquina de tabaco aquecido 2.4 Plus. Trendy, Portugal, 13 abr. 2020. Disponível em: https://trendy.pt/2020/04/ iqos -servico-gratuito-emprestimo/

 

06/04/2020

quando entra no corpo humano pelas vias aéreas, o coronavírus pode se instalar na parte superior do aparelho respiratório – nariz e garganta – e ficar por lá. Mas pode também atingir as vias aéreas inferiores – traqueia e pulmões. E é aí que ele fica perigoso. Uma vez nos brônquios ou nos alvéolos pulmonares, ele compromete a capacidade do pulmão de absorver oxigênio, provocando insuficiência respiratória. É por isso que os respiradores são fundamentais nessa batalha dentro dos hospitais. É por isso também que o tabagismo é um fator de risco para a doença, aumentando em até 14 vezes as chances da covid-19 se manifestar de forma mais grave.

Referência

DIAS, Tatiana. Corona vírus: Philip Morris aumenta produção de cigarros em meio a mortes por insuficiência respiratória. The Intercept Brasil, [s.l.], 6 abr. 2020. Disponível em: https://theintercept.com/2020/04/06/coronavirus-philip-morris-cigarros/. Acesso em: 16 abr. 2021.

 

Páginas